segunda-feira, 10 de maio de 2021

Se tivéssemos a consciência

Se tivéssemos a consciência que o amanhã não nos pertence, viveríamos o hoje como uma criança que se encanta, que sorri, que brinca, que ama e que na simplicidade da sua inocência é feliz.
Lis Fernandes

Se tivéssemos a consciência que o amanhã não nos pertence, viveríamos o hoje como uma criança que se encanta, que sorri, que brinca, que ama e que na simplicidade da sua inocência é feliz. Lis Fernandes